Claudio EDINGER (1952)

Nascido no Rio de Janeiro em 1952, Claudio Edinger inicia sua carreira em meados dos anos 1970, enquanto estuda Economia na Universidade Mackenzie. Em 1975 expõe suas fotos pela primeira vez, no Museu de Arte de São Paulo - MASP. No ano seguinte muda-se para Nova York, onde mora por 20 anos. Durante esse tempo nos Estados Unidos, Edinger desenvolve vários projetos pessoais e também trabalha como fotógrafo para as revistas Time, Newsweek, Life, Rolling Stone, Vanity Fair, e para a revista de domingo do jornal New York Times. Em 1977 estuda com Philippe Halsman (1906-1979), o famoso fotógrafo letão naturalizado americano, autor de mais de cem capas da revista Life. Depois de fotografar por dois anos os judeus Hassidicos do Brooklyn, onde morou, Edinger tem a primeira exposição em solo americano, no International Center of Photography - ICP-NY, em 1978. De 1979 a 1994 é professor de fotografia na Parsons The New School for Social Research e também no International Center of Photography (1992-1994). Nesta época publica os livros Chelsea Hotel (Abbeville Press, 1983) e Venice Beach (Abbeville Press, 1985). Ambos recebem a Leica Medal of Excellence. Em 1989 e 1990, Edinger fotografa os pacientes do Juqueri, o maior asilo para doentes mentais da América Latina, com 3500 pacientes. Com este trabalho recebe o Prêmio Ernst Haas. Em 1996 volta ao Brasil e em sete anos publica sete novos livros. Em 2000 começa a fotografar com uma câmera de grande formato, iniciando sua pesquisa com o foco seletivo.